Benchmarking Metropolitano de Recursos Humanos

FAQ - Dúvidas Frequentes

Seguem as questões mais freqüentes (Frequently Asked Questions) sobre o Benchmarking Metropolitano de Recursos Humanos. Este documento é complementado pelo Glossário dos Indicadores de Recursos Humanos.

1. Por que as demissões decorrentes de fatores econômicos mais amplos, como fechamento de fábrica ou corte de um turno de trabalho, não são incluídas no cálculo da Rotatividade?

O objetivo principal da medida da Rotatividade é conhecer o grau de renovação da equipe. Assim, uma rotatividade alta indica problemas no recrutamento, na política salarial ou no clima organizacional, enquanto valores próximos a zero apontam falta de oxigenação da equipe.
O índice de rotatividade ideal ocorre quando a organização consegue reter o pessoal qualificado e substituir aqueles que apresentam deficiência no desempenho. Deste modo, a inclusão de grandes movimentações de pessoal devido às decisões de negócio que ocorrem com pouca freqüência, acaba por distorcer o resultado do indicador e prejudica seu uso para a gestão.

 

2. O que é uma Identidade de Indicador?

É um documento que descreve, em detalhes, a finalidade e o modo de cálculo de uma métrica. Sua finalidade é estabelecer um entendimento comum às pessoas que calculam e que utilizam o indicador nos processos de gestão. A padronização também facilita o benchmarking, por garantir que os resultados estão em bases comparáveis.

 

3. Como comparar os resultados da Taxa de Freqüência de Acidentes com Afastamento (TFCA) com as taxas de acidentes calculadas segundo a legislação norte-americana?

A Taxa de Freqüência de Acidentes com Afastamento (TFCA) ajusta o número de acidentados com afastamento para um milhão de horas trabalhadas, como determina a norma brasileira NBR 14280. Nos Estados Unidos a legislação estabelece que o ajuste seja feito para 200.000 horas trabalhadas. Assim, para colocar os resultados em bases comparáveis, basta multiplicar os resultados norte-americanos por cinco.

 

4. Minha empresa tem mais de uma unidade ou filial. Como devo proceder?

Preencha um formulário de coleta de dados para cada unidade ou filial.

 

5. O que é “Pessoal terceirizado permanente”?

São os empregados de empresas contratadas para prestar serviço de forma continuada na organização cliente. Não inclui o “pessoal terceirizado temporário”, que presta serviços eventuais, como reformas de prédios, eliminação de vazamentos, etc.

 

6. No item “Percentual de colaboradores desligados até 90 dias após a admissão”, devo incluir aqueles admitidos no período anterior?

Sim, desde que tenham sido desligados no período que está sendo avaliado. Por exemplo: Um colaborador admitido em novembro de 2006 e desligado em janeiro de 2007 conta no “Percentual de colaboradores desligados até 90 dias após a admissão” de 2007.



Contribuições para o aprimoramento deste FAQ, ou qualquer crítica sobre seu conteúdo ou forma, serão bem recebidos pelo e-mail indicadoresrh@bachmann.com.br.

 


  Copyright © Bachmann & Associados 2004 - Website desenvolvido por Midia Arte